sexta-feira, 4 de março de 2011

Feriado!

"Eu saí de casa, a rua colorida, fantasias, foliões conseguem me mostrar que um rosto sem máscara esconde mais com a cara nua, sempre tem um sorriso largo mostrando o que não é.
Uma máscara perdida nesse chão tem a forma do seu rosto que só finge por aí. Escondendo uma palavra, mente a todas as canções, cada frase inicia um discurso de ilusões. Que dia é esse que só nasce pra você?
Quando chega o carnaval mais ninguém te encontra. Pra você são só uns dias e você quer ter a vida inteira, com a cara toda nua, brincar com quem quiser."
Cara nua, Skank

Carnaval chegou, época do ano em que o país para pra se mexer. Nessas ocasiões, eu sempre fico com a mente inquieta...
Teoricamente, a razão de existir um feriado é se comemorar ou lembrar de algo importante, mas parece que é inerente ao brasileiro esculhambar tudo. Pergunte a alguém qual o propósito do carnaval e você ouvirá coisas do tipo: "se divertir", "esquecer dos problemas", e por aí vai. Difícil encontrar quem lembre que o carnaval é uma data do calendário católico que marca o início do período de penitência da quaresma. Quase impossível achar alguém que saiba que essas festas remontam a antes mesmo do cristianismo, e que a igreja as incorporou na Idade Média.
Enfim, então temos que feriados não significam mais nada, só uma oportunidade de descansar. Afinal, quem para pra refletir sobre as lutas dos trabalhadores no 1º de maio? Quem se pergunta por quais motivos D. Pedro I declarou a independência? E eu já começo a achar engraçado todo ano alguém perguntar "15 de novembro é feriado de quê mesmo?".
Mas todo mundo lembra por que 12 de outubro ou 2 de novembro são feriados, o que me leva a mais revolta! No Brasil temos 11 feriados nacionais, decretados pelo Poder Federal e válidos em todo o país. Desses, 6 (!) são feriados religiosos, TODOS cristãos, METADE estritamente católicos...
Peraí, sempre fico confuso nessa parte. Não consigo encaixar isso na minha cabeça que pensa que o Brasil é um país laico DESDE 1891. Como um país laico pode ter uma SANTA PADROEIRA? Como podemos ser democráticos e dar tanto valor às crenças de apenas uma parcela da população? Temos evangélicos, judeus, muçulmanos, umbandas, macumbeiros, budistas, espíritas, ateus... Por que não temos feriados que contemplem todos eles?
Deveríamos acabar com os feriados religiosos (seguindo exemplo de vários países), pois isso é uma afronta à democracia, e dar mais valor à nossa história, pois ela sim é de todos nós! Em vez de gastar milhões em desfiles de samba, poderíamos construir museus pra conhecer melhor Tiradentes, ou organizar palestras sobre revoluções populares, ou conclamar a população a discutir a história da república, ou sei lá!!! Qualquer coisa...
Em tempo, o Ceará só tem um feriado estadual (adivinhe!): dia de São José, padroeiro do estado. Não tem nada na história cearense que mereça ser lembrado mais do que um santo?! Até há alguns anos, Fortaleza também tinha um feriado municipal, mas atualmente não deixamos de trabalhar só porque é dia de Nossa Senhora da Conceição.