domingo, 26 de dezembro de 2010

A magia morreu


A magia morreu. Ainda não entendo como não morri junto. Muitos dos meus alegam que foram viver onde ela ainda existe, esquecendo para sempre este mundo; mas para mim isso é o mesmo que morrer, ou ainda pior...
Eu sempre achei que havia muitas coisas erradas no mundo, que ele deveria ser totalmente diferente em vários aspectos. Tinha consciência do quanto seria difícil mudá-lo, mas sempre achei que era possível.
Então, quando descobri que podia transformar a própria realidade, moldando sua essência como um artesão que pega a matéria bruta e com esforço e capricho, dá forma a seus maiores devaneios, achei que finalmente iria, de fato, poder construir um mundo melhor.

Mas, exatamente quando me conscientizei desse poder em minhas mãos, percebi também o quanto isso seria impossível. Realmente, é muito contraditório, mas extremamente simples de explicar; basta elucidar um simples fato: é quase impossível mudar o que não quer ser mudado.