quinta-feira, 20 de janeiro de 2011











Essa dor que não cessa
Essa ferida que não cura
Essa úlcera dentro de mim
que não para de sangrar

Todos os dias eu choro
Todas as noites eu grito

Mas não importa o quanto eu busque
o quanto eu implore
o quanto eu me contorça em desespero
No fundo eu sei que não há solução